Ventosaterapia

Show More

Ventosaterapia (em chinês 拔罐)  é uma técnica  milenar que faz parte da medicina tradicional chinesa. A técnica utiliza recipientes confeccionados com vidro, plástico, bambu, chifres de animais e de diferents tamanhos para fazer a sucção da pele em áreas do corpo ou nos pontos de acupuntura. 

Tratamento milenar

 

Esta forma de terapia é utilizada desde os tempos remotos (Idade Antiga) e em quase todas as civilizações como a européia, a grega, a oriental e a africana, e por algumas sociedades  indígenas. Os índios norte-americanos usavam chifres de animais, os gregos utilizavam cabaça, os chineses costumavam empregar chifres de animais, cabaça, alumínio e bambu, e na Europa desenvolveu-se a ventosa de vidro. 

Técnicas de aplicação da ventosaterapia

Na aplicação, a ventosa pode ficar retida na pele, ser colocada e retirada repetidas vezes, ou ainda deslizar sobre a pele.

Ventosa de fogo: aquece o interior de um frasco de vidro com algodão embebido com álcool e aceso com fogo, e aplica-o imediatamente no local. Existem outros procedimentos para aquecer o interior da ventosa

Ventosa de ar: utiliza um aparelho mecânico para fazer a sucção do recipiente de plástico que é aplicado sobre a pele

Ventosa de água: utiliza água fervente que aquece o bambu para fazer a sucção da pele  

Ventosa magnética: é uma versão moderna da ventosa. Ela possui uma ponta magnetizada (imã) no seu interior, com polaridades opostas (positivo e negativo) para efeito de sedação ou tonificação, que amplia sua aplicabilidade terapêutica, podendo, em alguns casos, substituir as agulhas de acupuntura

Ventosa com sangria: são feitas micro-perfurações na pele com lancetas, ou dermarollers, ou martelos de pontas e depois a ventosa é aplicada sobre a pele

Ventosa com acupuntura: insere uma agulha de acupuntura num ponto determinado e depois aplica a ventosa por cima, aumentando o valor terapêutico das duas técnicas 

Outras técnicas: ventosa de bambu aquecida na água e outras

 

​Tempo de aplicação

 

O tempo de aplicação, de uma ou mais ventosas, varia de 01 a 15 minutos dependendo da sensibilidade local, da intensidade da força de sucção e das  características da pessoa como estado de saúde, peso corporal, idade (criança, adulto ou idoso) e condição energética (Deficiência, Excesso ou Estagnação de Qi).

Para pacientes saudáveis, com objetivo de um tratamento que vise apenas manutenção da saúde é recomendado realizar entre 4 a 7 sessões com intervalos de 15 ou 30 dias. 

Marcas na pele

 

A aplicação da ventosaterapia pode deixar marcas vermelhas, ou roxas, ou pretas na pele que não causam dor e desaparecem naturalmente dentro de 1   a 2 semanas. Quando a pessoa possui o corpo saudável, a marca será de coloração clara, ou não apresentará nenhuma coloração. Em alguns casos, a área torna-se sensível por 1 a 2 dias. 

Indicações específicas da medicina tradicional chinesa

 

​A ventosaterapia atua na função energética dos Órgãos e das Vísceras, trata as síndromes energéticas e expulsa os fatores patogênicos de Frio, Umidade e Calor. A depender do grau de sução e do tempo de aplicação das ventosas obtém-se diferentes resultados terapêuticos de tonificação ou sedação. 

Contraindicações 

​A técnica é contraindicada em casos de insuficiência  e esgotamento de Qi (força ou energia vital), febre alta, convulsão, distúrbio de coagulaçao de sangue, sobre lesões abertas da pele, os ossos, processos espinhosos, pequenas articuação, durante a gravidez sobretudo nas regiões abaixo do umbigo, em casos de febre alta, tendência a caimbra, bem como na epilepsia. A técnica também e contraindicada para pessoas com eczemas, psoríases, urticárias, alergia de pele (por exemplo, alergia de ácaros) ou que estejam sob terapia de cortisona. 

ACUPUNTURISTA 
Brenda Guimarães - CRT 49356
  • Facebook Social Icon
  • Instagram
ENDEREÇO
Rua Duque de Caxias, 504,
Sala 09, Centro, Uberlândia (MG).
HORÁRIOS DE ATENDIMENTO
Segunda à sexta: 9h às 12h e 13h às 17h. Sábado: 9h às 14h.