Lian Gong em 18 Terapias

O Lian Gong em 18 Terapias (exercícios terapêuticos e preventivos) foi criado pelo famoso médico ortopedista, especialista em Tui-ná, Dr. Zhuang Yuan Ming. O método, desde que foi lançado em 1974, obteve uma grande aceitação dos pacientes e praticantes de exercícios, devido à sua objetividade, natureza científica e simplicidade. Os exercícios são de fácil aprendizagem, tratam os sintomas, vai de encontro ás necessidades dos pacientes e o resultado de sua prática é eficaz. 

Tem-se comprovado que a prática desses exercícios equivale a uma receita terapêutica, um aspecto pioneiro em termos de práticas corporais, que faz com que o paciente deixe de ser passivo para tornar-se ativo na cura da própria doença. Os exercícios do Lian Gong em 18 Terapias tratam e previnem dores no pescoço, nos tendões e nas articulações; apresentam, também, notável resultado na debilidade funcional do sistema digestivo, da função do coração e pulmão, da pressão alta, da bronquite e do reumatismo.

Como o próprio nome do método indica, são 18 exercícios em cada uma de suas três partes:

 

1ª) 18 Terapias Anterior (Qian Shi Ba Fa) - previnem e tratam de dores no pescoço, nos ombros, nas costas, na região lombar, nos glúteos e nas pernas 

2ª) 18 Terapias Posterior (hou Shi Ba Fa) - previnem e tratam de dores nas articulações, nos tendões e disfunções dos órgãos internos

3ª) 18 Terapias Continuação (Shi Ba Fa Xu Ji) - I Qi Gong (Beneficiamento e Cultivo do Ar Vital) - previnem e tratam de bronquite crônica e debilidade funcional do coração e do pulmão

O Dr. Zhuang Yuan Ming elaborou os exercícios sintetizando os conhecimentos adquiridos na sua prática clínica, na sua vivência no ensino e pesquisa em Tui-ná e nos métodos de respiração, e acrescentou-lhes a essência dos movimentos das artes marciais tradicionais. Devido à grande contribuição do Lian Gong em 18 Terapias para a saúde da população, o Dr. Zhuang recebeu vários prêmios da Prefeitura de Shangai. O Lian Gong em 18 Terapias é bem aceito na China e, também, em outros países como Japão, Brasil, Estados Unidos, Canadá, Cingapura, Malásia, Indonésia, Hong Kong, Taiwan, etc. O Dr. Zhuang Yuan Ming e seu filho e sucessor, Zhuang Jian Shen, são frequentemente convidados para realizar visitas, palestras e intercâmbios em diversos países. No Brasil, já estiveram por duas vezes, nos anos de 1997 e 1999, quando ministraram cursos e palestras.  

Itens importantes na prática das 18 Terapias Anterior

 
1. Praticar com entusiasmo e otimismo

Uma pessoa que contrai uma doença, fica sem disposição e pessimista, o que afeta o seu trabalho e aprendizagem. Com esses estado de espírito perdurando, a resistência física e orgânica fica cada vez mais fraca, agravando a doença ou permitindo o aparecimento de outros distúrbios, levando a um círculo vicioso que resulta em aparecimento de doenças crônicas.

Deve-se, portanto, incluir no tratamento a recuperação da disposição, do otimismo, da alegria e do entusiasmo da pessoa, permitindo dedicação ao trabalho e á aprendizagem.

Os exercícios são uma forma de movimentação própria e natural do corpo humano, uma forma prazerosa de manter o corpo forte e treinado. 

2. Movimentos corretos

Os movimentos das 18 Terapias foram criados especificamente levando em consideração as causas e características das síndromes de dores no corpo; portanto, a execução dos exercícios dentro dos padrões requeridos influi diretamente nos resultados de prevenção ou terapia da doença. 

3. Obter a percepção sensorial do Qi

A presença de bem-estar, calor, cansaço ou um intumescimento ácido (dor ácida) durante a execução dos exercícios é indício da presença do qi e, consequentemente do sucesso da prática e de um resultado terapêutico positivo. 

4. Persistência e regularidade no treinamento

Hábitos saudáveis na vida cotidiana influem na capacidade funcional do sistema nervoso central. Estabelecer disciplina e ordem na vida melhora a capacidade funcional do corpo e eleva o nível do metabolismo.

Se não há regularidade na prática, o efeito terapêutico é pequeno, e um longo período sem praticar destrói os benefícios já obtidos.

No início da prática, é comum sentir dores ácidas, intumescimentos e cansaço. Estas são reações fisiológicas normais aos exercícios; porém, com a continuidade das práticas, estas vão se atenuando e dando lugar a uma sensação agradável de corpo vivo e saudável. 

5. Respeitar os limites e aperfeiçoar gradativamente

A dosagem da prática deve estar de acordo com as condições físicas, com os sintomas de doenças e com o tempo que a pessoa já pratica.

De modo geral, se é para tratar de doenças, treina-se duas vezes ao dia; se é para manter a saúde e fortalecer o corpo, uma vez por dia é suficiente.

A condição corporal e o nível (quantidade) de movimentação aumentam e se adaptam mutuamente. A Medicina Tradicional Chinesa diz: "O cansaço prejudica o qi", "Terapia física e conservação de saúde  exigem a combinação de esforço e descanso".

A prática das 18 Terapias, além de requerer força de vontade, persistência, intenção firme, requer também uma postura de investigação de si mesmo.

6. Coordenação da respiração 

Toda atividade da natureza e do homem apresenta-se com ritmo; uma movimentação sem ritmo leva facilmente ao cansaço e não pode durar muito tempo.

No início da aprendizagem, quando ainda não se está familiarizado com os movimentos, não se deve exigir muita coordenação da respiração, deixando-a  correr naturalmente. Não se deve, de modo algum, prender a respiração.

Ter uma postura ereta do corpo, durante a prática, faz a respiração fluir melhor. 

Dr. Zhuang Yuan Ming 

 

O Dr. Zhuang Yuan Ming nasceu em 1919 na cidade de Shangai, na República Popular da China. Quando jovem foi discípulo de Wang Zhi Ping, famoso ortopedista e mestre em artes marciais.

Médico ortopedista especializado em traumatologia, o Dr. Zhuang é considerado mestre em Tui-ná. Seu extraordinário conhecimento e habilidade nas técnicas de manipulação e massagem criou a escola e estilo próprios em Tui-ná. Seu eu nome figurou entre os cem melhores médicos ortopedistas da medicina tradicional chinesa.

para elaborar os exercícios de Qi Gong, o Dr Zhuang sintetizou os conhecimentos adquiridos na prática clínica, no ensino e pesquisa em Tui-ná, e adicionou a eles a essência dos movimentos das artes marciais tradicionais. 

Atualmente, devido aos resultados eficazes obtidos pela técnica no fortalecimento de doenças, existem por volta de um milhões de praticantes de I Qi Gong no mundo.

O Dr. Zhuang recebeu o prêmio de primeiro lugar por Pesquisa Científica com Resultados relevantes em Medicina Tradicional Chinesa e Medicina Ocidental do governo da cidade de Shangai, e seu trabalho é considerado um dos dez mais importantes realizados nos últimos cinquenta anos na área de pesquisa da medicina tradicional chinesa.      Aclamado como o criador do Lian Gong Shi Ba Fa Xu Ji - I Qi  Gong (Continuação do Lian Gong) e de Lian Gong Shi Ba Fa ( Lian Gong em 18 Terapias), publicados pela Editora Pensamento.  

As 11 frases que sintezam o Lian Gong em 18 Terapias 

1. Zhen duei xu yao - Atua objetivamente na necessidade

O movimento das 18 Terapias concentra a sua movimentação em uma determinada região do corpo, operando na melhora de uma patologia localizada com a participação do corpo todo.

Essa objetividade, dentro de uma ação global, confere à prática resultados rápidos e eficazes, diferenciando-se dos movimentos dispersos e espalhados diluem o resultado terapêutico. 

2. Le guan duan lien -  Treinar com alegria 

Para treinar com alegria, não deve haver preocupação obsessiva em acertar a forma do movimento, e nem ser displicente em relação aos padrões principais que orientam a prática.

A alegria não é uma "euforia" superficial e vazia, e sim entusiasmo em investigar sensorialmente o próprio corpo, transformando-o de um caos amorfo em unidades diferenciadas, estruturadas e integradas. 

3. Huan man lien guan -  Realizar o movimento de forma lenta, homogênea e contínua

O movimento lento, contínuo e homogêneo induz o qi a percorrer o coro, levando a consciência e a ação terapêutica em seu fluxo. 

Movimentos bruscos e rápidos podem desequilibrar e machucar o praticante. 

4. Pei he hu xi -  Coordenar movimento e respiração

A respiração bombeia o sopro para as extremidades, auxiliando a realização do movimento. 

A respiração possibilita a integração do corpo, além de trazer concentração e atenção.

A respiração potencializa a força interior. 

5. Dun zou zen qie -  Movimento com o corpo ordenado, estruturado e alinhado

A realização dos movimentos das 18 Terapias, com os segmentos do corpo ordenados e alinhados, possibilita a execução dos exercícios de forma simples, econômica e com pouco dispêndio de energia.

Um movimento corporal desordenado e não alinhado está sujeito a tensões desnecessárias em várias regiões do corpo. 

6. Fu du yao da - O movimento deve ser amplo 

Na prática das 18 Terapias, deve-se conquistar gradativamente movimentos cada vez mais amplos e, assim, permitir: a liberação das articulações; o exercício mais intenso dos músculos, tendões, ligamentos e ossos; a dissolução das aderências, contraturas e inflamações; a modificação dos estados patológicos localizados de circulação  metabolismo. 

7. Qian diao nei jing - Mobilizar a força interior

"Que a intenção lidere o qi, que este dê origem a força interior e que  força interior alcance os 4 membros." (princípio das artes corporais chinesas)

A força interior é o oposto da força muscular.

A força muscular nasce do músculo, é limitada e mecânica; não tem continuidade e o seu efeito termina quando o potencial dos músculos, tendões e ossos declina. 

A força interior nasce do "qi verdadeiro", é ilimitada e flui incessantemente quando requisitada por uma "intenção" que a direcione. 

Se uma parte do corpo está parada, todo o corpo está parado." (princípio das artes corporais chinesas)

8. De qi wei yao - É importante "obter o qi"

"Onde chega o qi, chega o efeito da terapia".

A presença do qi é percebida por meio da sensação de "dor ácida", intumescimento, peso e ardor na região focalizada pelo exercício.

Se não há percepção de sensações, não há efeito terapêutico. 

9. Huo dun si lian -  Praticar com dosagem adequada 

No caso de pessoas debilitadas, a prática de exercícios deve ser feita numa abordagem adequada. 

Na medida em que o praticante for se fortalecendo, a quantidade e intensidade dos exercícios deve ser aumentada gradativamente. 

10. Zhu jiao ti gao - Aperfeiçoar a prática gradativamente 

No início, o praticante deve executar os exercícios como um esboço geral, onde o todo está sempre presente. a seguir, deve aperfeiçoar gradativamente os padrões exigidos para cada exercício, de forma a obter resultados cada vez melhores. 

11. Fan bin, zi bin, guei zhai jien ci -  Prevenir e tratar de doenças está na persistência e regularidade das práticas.

Transformar músculos, tendões e ossos, de doentes em saudáveis, e dissolver a estagnação do sangue e o retardamento do qi, só é possível com práticas persistentes, regulares e realizadas com entusiasmo.

(Fonte: Zhuang Yuan Ming, Lian Gong Qian Shi Ba Fa - Editora Pensamento, 2004) 

ACUPUNTURISTA 
Brenda Marques - CRT 49356
  • Facebook Social Icon
  • Instagram
ENDEREÇO
Rua Duque de Caxias, 504,
Sala 09, Centro, Uberlândia (MG).
HORÁRIOS DE ATENDIMENTO
Segunda à sexta: 8h às 12h e 13h às 20h. Sábado: 8h às 12h.